Auditores da CGE-MS realizam visita técnica e trocam conhecimento com gestores da CGE-MT

Categoria: AGE - Auditoria-Geral do Estado | Publicado: quinta-feira, maio 5, 2022 as 07:30 | Voltar

Nesta quinta e sexta-feira (5 e 6.5), auditores da Controladoria-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul (CGE-MS) fazem uma visita técnica à Controladoria-Geral do Estado de Mato Grosso (CGE-MT) para conhecer a tecnologia utilizada pelo órgão no desempenho de suas atribuições.

Durante os dois dias, o auditor-Geral da CGE-MS, Roney Abadio Candido Dias, e a auditora Patrícia Helena Campos Leite Salamene, conhecerão o Sistema de Controle Interno (SCI), assuntos ligados à Ouvidoria e Corregedoria e à estrutura de trabalho.

O SCI transformou o processo de confecção de auditorias mato-grossenses, que era feito manualmente assim como ocorre em Mato Grosso do Sul e que, desde 2012, é todo controlado via sistema.

De acordo com Roney, a iniciativa é compreender melhor o funcionamento do SCI e, futuramente, implantá-lo na Controladoria-Geral de Mato Grosso do Sul. “O nosso objetivo é compartilhar informações e, ainda este ano, implantar o sistema na nossa instituição. Com a modernização e celeridade, os trabalhos realizados pelos auditores tornarão mais eficiente e eficaz. Dessa forma, as atividades de auditoria governamental ampliarão o cenário de atuações e contribuirão ainda mais para alcançarmos, cada vez mais, a legalidade e a responsabilidade fiscal da gestão dos recursos públicos no Poder Executivo estadual”, explica.

Com a implantação do Sistema de Controle Interno, somente os auditores do Estado que atuam na Auditoria-Geral, da CGE-MS, terão acesso à ferramenta, que permite o registro dos pontos de controle de processos ou de resultados sobre os quais se deve atuar para evitar desconformidades e desperdício de recursos públicos, bem como dos achados e dos tipos de objeto em análise.

Assim, as equipes de auditoria podem aproveitar dados, informações e análises para o levantamento de outras situações, de forma a se evitar a sobreposição de ações (retrabalho) e a otimizar as atividades de controle interno e auditoria. Além de se obter padronização das atividades, otimização da força-tarefa e o aumento da produção.

Representantes das Controladorias-Gerais de alguns estados como Ceará, Espírito Santo, Maranhão e Tocantins também já conheceram o SCI.

Texto e foto: Karla Tatiane, CGE-MS

Publicado por: kjesus@segov

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.